MENSAGEM de Fernando Pessoa; Terceira Parte-O ENCOBERTO
Primeiro- OS SYMBOLOS
Quinto- O ENCOBERTO
.ouvir Óleo de Carlos Alberto Santos
O ENCOBERTO
Que symbolo fecundo
Vem na aurora anciosa?
Na Cruz Morta do Mundo
A Vida, que a Rosa.

 

Que symbolo divino
Traz o dia j visto?
Na Cruz, que o Destino,
A Rosa, que o Christo.

 

Que symbolo final
Mostra o sol j disperto?
Na Cruz morta e fatal
A Rosa do Encoberto.

Comentários:

Este curioso poema é uma sucessão de referências cruzadas à mística rosicruciana. Os Rosa-Cruz foram (são?) uma sociedade secreta cujas origens provavelmente remontam ao século XVII. Os interessados poderão ler um texto sobre os Rosa-Cruz AQUI. Parece que originalmente seria um grupo secreto de homens cultos e superiormente desinteressados que sonhavam controlar os destinos da humanidade de maneira a assegurar o advento de um mundo pacífico e feliz (na prática, uma variante da noção do Quinto Império). As diversas cisões e criação de sociedades sob o mesmo nome obliteraram as pistas quanto à permanência real de uma sociedade secreta que represente a presença actual de uma herança multisecular ininterrupta.

Existem várias interpretações da simbologia da Rosa e da Cruz. Uma, que convém a este poema, é de que a Rosa é uma representação do círculo e está associada a ideais de perfeição que são metas, enquanto que a Cruz representa, por exemplo, as atribulações que há a ultrapassar ou vencer para as atingir.

. .
Voltar ao índice de MENSAGEM de Fernando Pessoa
Lisboa, Portugal. Dezembro 20, 2003
...ou visitar a minha home-page
João Manuel Mimoso
.  

NOTA: Sobre simbolismo Rosa-Cruz, ler também a minha nota no fim da Introdução a esta Parte de Mensagem.